Uso de sacolas

Uso de sacolas

As sacolas plásticas no Estado do Rio de Janeiro estão com os dias contados! A Lei. No 8006 de 06/2018 colocou prazo limite para comercialização ou distribuição de sacolas plásticas no território Fluminense. Confira na integra o que diz:
“Art. 1o Modifica o Artigo 2o da Lei 5.502, de 15 de julho de 2009, que passa a ter a seguinte redação:
“Art. 2o As sociedades comerciais e os empresários, de que trata o Art. 966 do Código Civil, titulares de estabelecimentos comerciais localizados no Estado do Rio de Janeiro, ficam proibidos de distribuírem (gratuitamente ou cobrando) sacos ou sacolas
plásticas descartáveis, compostos por polietilenos, polipropilenos e/ou similares, devendo substituí-los em 18 (dezoito) meses,
contados a partir da data de publicação da presente Lei, por sacolas reutilizáveis/retornáveis, conforme especificado no §1o deste
artigo.”
Com isso, temos até o dia 25 de Julho de 2019 para nos adequarmos a nova exigência do Estado. Nesse sentido, as sacolas comumente utilizadas no VAREJO deverão ser substituídas pelas sacolas biodegradáveis ou as retornáveis/reutilizáveis. Somos do VAREJO e sabemos essas sacolas possuem um custo muito maior que as comuns, é preciso se preparar para a nova realidade, procurar fornecedores e orçar valores! Além disso, o Estado determinou que as sacolas biodegradáveis ou as retornáveis/reutilizáveis poderão ser distribuídas mediante cobrança máxima do seu preço de custo — aqui se resolve a velha questão do estoque altíssimo de sacola.
Ou seja, se comprar 10.000 unidade de sacolas retornáveis a custo total de R$ 740,00, o valor unitário a ser repassado ao cliente é de, no máximo, 0,07 centavos por sacola.
A sugestão da FOCUS CONTABILIDADE é que já comece a informar essa nova determinação do Estado ao cliente, quem sabe, com um cartaz modesto, que não chame muita atenção, mas seja de caráter informativo. Empresas de outros Estados tiveram dificuldades para jogar o custo das sacolas para o Cliente Final — por falta de comunicação — e precisaram assumir o custo das sacolas, sem nenhum tipo de repasse. Lembrem-se: essas sacolas são mais caras!
Ah! e não esqueça do prazo para implantação da nova regra: 25 de Julho de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *