Informativo SG Sacolas Plásticas – Focus Contabilidade

Informativo SG Sacolas Plásticas

MUNICÍPIO DE SÃO GONÇALO PUBLICA LEI DE PROIBIÇÃO DE COBRANÇA DE SACOLAS PLÁSTICAS

Na última sexta-feira (17), a Lei 1261/2021, que proíbe os estabelecimentos comerciais no município de São Gonçalo cobrar pelas sacolas biodegradáveis que são fornecidas para os consumidores transportarem suas compras.
Pela lei, o custo de distribuição das sacolas não será mais do cliente, mas dos estabelecimentos comerciais, que não poderão mais vender sacolas de materiais biodegradáveis aos consumidores do varejo.
A lei já está em vigor no município e, caso o estabelecimento seja flagrado em descumprimento da nova legislação, será advertido por escrito e terá que se adequar em um prazo máximo de 15 dias, caso seja um comércio de grande porte, e 20 dias, se for de médio ou pequeno porte.
Caso não se adeque após ser advertido , o estabelecimento poderá ser multado em 80 ufisg ( R$ 3.035,20) caso seja de grande porte, 40 Ufisg (R$1.517,60), médio porte, e 20 Ufisg (R$758,80), pequeno porte.
Em caso de reincidência a penalidade aos proprietários de estabelecimentos será ainda maior, com multa de 100 Ufisg (R$ 3.794,00) para o comércio de grande porte, 60 Ufisg (R$2.276,40) para médio porte, e 40 Ufisg (R$1.517,60), em caso de reincidência para o comércio de pequeno porte.
Além da multa, o estabelecimento que descumprir a legislação pode ter suspensão parcial do alvará de funcionamento das atividades até que se adeque à nova lei.
A Asserj - Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro, já encaminhou ofício à Prefeitura de São Gonçalo sobre o assunto. Consideram a Lei Inconstitucional, uma vez que o município desrespeita uma lei de âmbito estadual.
Fonte: Site da Prefeitura Municipal de São Gonçalo e Asserj.