Lucro Real para Supermercadista – Focus Contabilidade

Lucro Real para Supermercadista

Lucro Real para Supermercadista

Por sermos especialistas em supermercados não temos duvidas que a forma de tributação Lucro Real seja a melhor opção tributária para o ramo supermercadista. Tendo em vista que o custo da operação do supermercado é muito alto, girando em média entre de 16%,17% a 20%, 21% , e normalmente a margem bruta de um supermercado gira em trono de 27%,28% a 30%,31%, fora as despesas e custos que às vezes não entram nas contas dos supermercadistas, como por exemplo as quebras ,que giram em trono de 2.3% a 2.8%, ou as depreciações, e depreciações aceleradas por exemplo que também não entram nessa conta. Além dessas existem outras despesas que elevam os custos das despesas e são consideradas contábeis , tributarias, fazendo com que valha mais a pena ser lucro real.

Por quê?

Vamos pensar na tributação do imposto de renda... O imposto de renda no Lucro Presumido, como o próprio nome diz, o Fisco presume um lucro de 8% e tributa o Imposto de Renda que é 15% (mais 10% de adicional e mais 9% de contribuição social) direto em cima desses 8%, independente se a empresa está com lucro ou prejuízo, independente se está com lucro menor que os 8% ou se está com prejuízo.

Então já pensando na forma de tributação do Lucro Presumido pode ser uma desvantagem que muita das vezes o empresário  não considerando essas despesas que nos colocamos acima, a depreciação, a depreciação acelerada e as perdas, não esteja com esse lucro contábil tributário, pode ser que o empresário esteja com esse lucro contábil tributário bem abaixo dos 8%, então já pelo pagamento do imposto de renda, já valeria a pena ser Lucro Real.

Por quê?

No Lucro Real o pagamento do imposto de renda nas mesmas alíquotas acima, ou seja, acerca de 34% é em cima do lucro fiscal contábil que é apurado junto à contabilidade que normalmente pode variar de 2.5% a 3.5% muitas vezes, de lucro fiscal ou até menos. Ou seja, pelo imposto de renda já se vale muito a pena.  

Outro ponto é pelo pagamento do PIS e da COFINS, que no lucro presumido sob os produtos tributados você não tem o crédito. Você paga 3.65 direto sobre a comercialização desses produtos, e no lucro real você tem o beneficio do crédito ,que é chamada de sistemática da não cumulatividade. Ou seja, você não paga novamente por algo que já foi pago. Quando você compra a mercadoria você tem um crédito. Sendo que a alíquota que é de 9.25% e você tem o crédito dos 9.25%, e quando você vende, você tem o débito dos 9.25%.

Resumindo PIS E COFINS no lucro real você vai pagar 9.25% sobre a diferença do que você compra e vende dos produtos que sejam tributados do PIS e COFINS e não sobre tudo.

O que vale ressaltar e às vezes de forma mais clara é que em muitos casos percentualmente o PIS e a COFINS no lucro presumido chega a ser três vezes mais caro do que no Lucro Real.

Sem querer falar quanto custa o percentual valor do PIS e da COFINS no lucro real e presumido, mas para elucidar esse entendimento é como se, por exemplo, apenas de uma forma hipotética, como se o percentual sobre o faturamento do PIS e COFINS final o Lucro Real fosse de 1% no Lucro Presumido chega a custar 3% (só para elucidar o entendimento).

Então pelo PIS e pela COFINS já vimos uma segunda vantagem muito mais atrativa.

E a terceira e uma das mais importantes vantagens de ser Lucro Real para supermercados é que o Lucro Real acaba forçando o empresário a conhecer melhor duas coisas:

  1. A operação mercantil na qual ele está inserido. Você empresário acaba sendo obrigado a entender melhor todos os aspectos tributários em que ele está envolvido, por exemplo na compra e venda de mercadoria, com é que funciona essa questão tributária .E o que é bacana é que a Focus vem como parceiro de contabilidade para treinar toda a sua equipe a entender esse cenário, esse mundo tributário que estamos inseridos.
  2. O segundo ponto dessa terceira vantagem de ser Lucro Real é que força você  empresário a conhecer melhor as seus números e sua operação, com isso faz com que você tenha melhor os números em suas mãos e a conhecer e entender melhor os seus números, e analisar melhor aonde está ganhando, aonde está perdendo, o que pode ser reduzido e o que não pode.

Essa é a terceira e uma das maiores vantagens em ser Lucro Real para supermercados.

E uma das maiores dificuldades que os empresários do ramo supermercadista tem em ser Lucro Real, e sabemos disso  até por sermos do ramo, são duas basicamente falando, dentre outras:

A primeira  é a dificuldade de se colocar tudo com nota fiscal, mas esse  é um cenário que tem mudado, estamos no ramo há bastante tempo e esse é um cenário que tem que ser mudado e tem que acontecer. A cada despesa que se faz sem nota fiscal perde cerca de 34% sobre esse valor, ou seja, faz com que não valha a pena essa operação sem as notas fiscais.

A segunda que força com que as operações mercantis, ou seja, de compra e venda também sejam com Notas Fiscais. Essas são as duas dificuldades que existem.

Mas resumidamente sempre é melhor ser Lucro Real e a Focus pode preparar você para que façam essa migração cada vez mais saudável e perspicaz.

Alcir Guimarães
CEO Focus Contabilidade